TESTEMUNHOS
Se você participa do Frutos de Maria e tem experimentado o amor de Deus através de graças, curas, ou restaurações, deixe aqui seu testemunho:
Nome:
Cidade:
Estado:
E-mail:
Divulgar testemunho no site? Sim Não
Mensagem:
Confirme:
De: Luciane Gomes Silva
Cidade: Curitiba/PR

Mensagem:

Gostaria de compartilhar algo que aconteceu em minha vida este ano, e que renovou a minha fé e da minha família, os meus valores, minhas prioridades, e com certeza de muita gente em minha volta!! Um testemunho de fé!! No inicio do ano, apareceu uma manchinha minúscula na minha perna, não dei muita atenção, essa manchinha cresceu e dentro de um mês se espalhou por toda minha perna direita, tinha cor de sangue vivo e não tinha um formato definido, somente aí (já um pouco assustada) busquei por um dermatologista, este, olhando minhas manchas disse que provavelmente seria "Púrpura" (uma doença autoimune que impede a coagulação do sangue devido a baixa contagem de plaquetas), então, pediu diversos exames de sangue para que pudéssemos confirmar o diagnóstico e ou descartar outras doenças possíveis e iniciar o tratamento, já que é uma doença tratável, porém, sem cura. Saí do consultório arrasada, meio desnorteada com a possibilidade de portar uma doença seríssima pra sempre!! Uma semana depois retornei com os resultados: Meus exames estavam normais, minha plaquetas normais!! Púrpura descartada (alívio), porém a preocupação era muito grande, pois não sabia o que poderia ser, então o dermatologista solicitou uma biópsia para descobrir o que realmente causava as tais manchas. Enquanto eu aguardava a liberação da biópsia pelo plano de saúde, o médico me receitou um tratamento a base de corticóide, o tratamento iria durar 20 dias e com 14 dias as manchas haviam sumido completamente, como se nada tivesse acontecido. Exatamente no 14º dia, o plano me ligou autorizando a biópsia, acontece que neste momento não tinha do que fazer biópsia, porquê não existiam mais manchas, tive que dispensar a coleta para biópsia. Após terminar o tratamento, passados 7 dias, as manchas voltaram TODAS, nos mesmos lugares, com uma coloração mais escura (muito feias). Nisso tive que trocar de dermatologista porquê meu marido ficou desempregado e perdemos o plano de saúde. Apenas dois meses depois, a nova dermatologista partiu da biópsia, retirou um minúsculo pedaço de pele da primeira mancha que apareceu, um pedacinho muito pequeno mesmo, passou 10 dias, 15, 20, 30 dias e nada de sair o resultado, até que finalmente fui chamada para buscar o resultado, quando cheguei no consultório já senti olhares esquisitos, a enfermeira que havia ajudado na minha biópsia me olhava com olhar de pena (muito estranho), quando entrei na sala da dermatologista senti um climão, e ela começou: - Olha Luciane, não quero que você se assuste, nem fique preocupada, mas no seu diagnóstico deu que é um TUMOR, um Sarcoma (tumor maligno, formado pela proliferação de células mesodérmicas; neoplasma maligno de tecido conjuntivo que pode ocorrer em músculo, osso etc.) porém não precisa se preocupar, porquê é um câncer muito raro que acomete SOMENTE pessoas HIV positivo, homens com mais de 60 anos, pessoas que vieram da África ou transplantados, e como você está fora das estatísticas vamos aguardar mais uns meses, refazer tratamento com corticóide para ver como fica. Saí do consultório meio "anestesiada", mas Deus estava o tempo todo no meu pensamento e eu pensava que só ele que sabe de todas as coisas, sabia o motivo de eu ter de passar por isso. E a partir deste momento passei a perceber o tamanho do amor de Deus, passei a perceber o tamanho do amor das pessoas que me cercam, para cada um que ficava sabendo era mais um rezando por mim, pela minha cura, foram tantas pessoas que me disseram que estavam em oração pela minha cura que me fortalecia ainda mais a cada dia. Com o diagnóstico de Sarcoma de Kaposi, busquei por uma oncologista geral, uma médica muito boazinha, olhou minhas manchas e imediatamente ligou para um colega oncologista especialista em pele, que me encaixou para uma consulta dali alguns dias, este oncologista muito conceituado pelo que soube mais tarde, atendia no IOP (Instituto de Oncologia do Paraná) e também no Hospital Erasto Gaertner. Na primeira consulta, ele olhou minhas manchas, olhou o diagnóstico e disse que realmente era um tumor, que provavelmente eu faria 3 a 4 sessões de quimioterapia mas que ele faria uma nova biópsia, desta vez em centro cirúrgico, retirando toda a primeira mancha para ter certeza, também disse que por eu estar fora das estatísticas não queria dizer nada, pois qualquer um poderia ter este câncer, e também disse que era um tipo de tumor capaz de espalhar para orgãos internos. Este momento foi tenso, é uma notícia que abala todos a sua volta, e é inevitável pensar na morte como certa. Mas Deus sempre esteve comigo, e uma força que eu não sei explicar fazia parte dos meus dias, passei algumas vezes pelo IOP e pelo Erasto, e não foram momentos fáceis, foram momentos muito pesados, foi muito dolorido. Passei por uma cirurgia no Erasto Gaertner para retirada de lesão no dia 5 de outubro, duas semanas depois recebi uma visita em casa, um casal de primos, muito engajados na igreja católica, participantes de grupos de oração e ministério de cura, vieram me contar que em um encontro em outra cidade, quando estavam na fila do almoço, chegou uma mulher desconhecida e começou a conversar com minha prima, e essa mulher no meio da conversa disse que Nossa Senhora veio falar com ela em sonho, mas que ela não estava entendendo o que Nossa Senhora tava querendo dizer, pois ela dizia que Deus havia curado o câncer de uma moça jovem e pequena, e que Nossa Senhora havia amarrado uma fita azul em sua cabeça (azul simboliza cura). Minha prima imediatamente respondeu que sabia quem era aquela moça, e que provavelmente elas não se encontraram por acaso. Na semana seguinte fui buscar o resultado, o médico estava esquisito, andava de um lado para outro na sala, pediu para olhar minha perna, perguntou se minhas manchas haviam sumido, e eu achando tudo muito estranho, e ele disse: - você não vai acreditar, o teu diagnóstico não se confirmou. quando disse isso ele largou o papel com o resultado da biópsia em cima da mesa e disse que não sabia de mais nada, que ele não estava entendendo o que estava acontecendo, o meu diagnóstico, agora tinha mudado, era Fibrose Dérmica Cicatricial. Nada mais do que uma CICATRIZ. Deus havia curado, cicatrizado o meu câncer. Mas o oncologista estava inconformado, disse que encaminharia o material para um outro laboratório e assim fez por mais duas vezes que deram o mesmo resultado, então ele encaminhou o material para São Paulo, depois de 2 meses, hoje, estive na última consulta no IOP, quando o oncologista me deu alta, ele disse que realmente não entendia o que estava acontecendo, porquê não faz sentido uma cicatriz de uma mancha, normalmente a fibrose se forma após um corte, um machucado, no meu caso são manchas sem qualquer ferimento. Após o diagnóstico de Câncer, Deus deu a ele 4 diagnósticos de cura. Eu disse a ele que sabia o que havia acontecido, foi um milagre de cura, que foi a fé e a oração de muitas pessoas. Gostaria de agradecer imensamente as orações de todos e dizer que Deus é o Deus do impossível é o Deus de milagres. Acredite!! Graças a Deus!!!
De: Eliane
Cidade: Americana/SP

Mensagem:

Testemunho da Intercessão de Nossa Senhora das Graças. No dia 24 de Outubro de 2001 eu passei por uma complicada cirurgia para a retirada de nódulos (Câncer), nódulos estes que eram malignos ductal invasivo grau III, em metástase. Para os médicos oncologistas este é o "piorzinho" que existe, chegaram a me dar 2 meses de vida mas para Deus, nada é impossível. Logo na primeira semana em que eu passei pela cirurgia meu filho Leandro havia feito a primeira Eucaristia e ele ganhou um rosário lindo, pequenino...e eu Vou descrever aqui um sonho lindo que eu e meu filho tivemos. Durante a noite eu Sonhei que eu estava na cama e quando eu olhei lá estava Nossa Senhora das Graças...Linda... com o manto azul ao pé da minha cama, e Ela estava com os braços estendidos e Luzes claras vinham em minha direção... lembro que eu a Vi tão linda e eu perguntei para Ela: _Nossa Senhora...eu vou sarar?... mas Ela nada me respondeu... apenas me enviava Luzes e me olhava. Acordei, e sabe quando a gente acorda e fica sem saber se foi um sonho ou uma visão de tão real. Pois eu estava assim, quando levantei e fui até a cozinha, eu ia começar a contar meu sonho para minha mãe e nisto chegou o meu filho...aquele que tinha feito a Primeira Eucaristia e tinha recebido aquele rosário, antes que eu começasse a contar meu sonho ele disse: _Mãe...tive um sonho tão lindo...e ele começou a contar... Ele sonhou que estava na sala segurando o rosário e que o rosário se transformou em um coração e que este coração brilhava muito... ele disse que se levantou e chegou até o meu quarto para me contar sobre o rosário... mas que quando chegou lá ele viu Nossa Senhora, ele disse que Ela estava aos pés da minha cama e que me enviava luzes, meu filho disse ainda que ele sentou-se na cama e que segurou no manto de Nossa Senhora, e que era um tecido azul,diferente de todos,meu filho Leandro disse que ele escutou eu perguntando para Nossa Senhora se eu ia sarar, e que Nossa Senhora fez o meu filho prestar atenção no que Ela ia responder, pois ele que iria me falar... Nossa Senhora respondeu que assim que eu tirasse os pontos e o dreno eu ia ficar boa..boa... Este foi o sonho que meu filho teve... Creio que vocês perceberam que o mesmo sonho que eu tive meu filho Leandro também teve, na mesma noite. a única diferença é que eu apenas pude ver Nossa Senhora, já meu filho pode escutar sua palavras. Foi um grande milagre que eu alcancei em 2001 graças a intercessão de Maria (Nossa Senhora das Graças)junto a Jesus. Eliane Americana-SP [email protected]
De: Simone Moraes
Cidade: Rio de janeiro/RJ

Mensagem:

No domingo de Carnaval dia 07/02, tive uma dor no peito e minha pressão subiu muito. Meu marido insistiu que fosse a emergência médica e lá descobri que estava infartando. Fui internada e tudo aconteceu tão rápido, que mal tive tempo de entender o que estava acontecendo. O médico me disse que possivelmente precisasse fazer uma angioplastia ou colocar um stent e isso dependeria de um cateterismo que faria. Clamei a Deus e pedi que tivesse piedade de mim e me desse chance de reverter aquela situação, me entreguei em suas mãos e pedi misericórdia. Não senti mais dor, mas me senti só e com um medo terrível. Fiquei internada até quinta e com o passar dos dias me senti conformada a cada dia, pois Deus me mandou anjos que comigo conversavam me acalmando. Esses anjos eram médicos e enfermeiras, sentia que Deus me tinha nas mãos e me consolava. Nesses dias orei muito e pedi que o exame não apontasse nenhuma alteração, que para os médicos parecia certa. Feito o exame, foi constatado que tudo estava normal e assim tive alta. Deus na sua infinita bondade me mostrou que precisava prestar mais atenção na minha saúde, mas me livrou de um mal maior, Além disso ele me colocou nas mãos de excelentes profissionais que só me ajudaram. Deus seja louvado!
De: Kellen Oliveira
Cidade: Alenquer/PA

Mensagem:

Olá, meu nome é Kellen Oliveira estava vendo uns testemunhos e eles vieram a me encorajar a dar o Meu. Eu fui criada na Igreja católica, fui batizada participei quando criança, entrei na adolescência e comecei a me afastar, entrei em um mundo sombrio, ouvia muitos rocks que não eram de Deus, me alto mutilava, chorava passava noites em claro, depois de um tempo sai dessa vida, parei de me alto mutilar, parei de ouvir essas músicas e logo em seguida fui convidada a ir a uma igreja protestante, cheguei a ir três quatros vezes na ultima vez me emocionei muito e queria me converter, mas não consegui. Fui convidada por um amigo a ir a igreja católica no grupo de renovação e comecei a participar. Fui chamada novamente a ir visitar outra igreja mas agora a igreja batista mas não consegui entrar, chamei um amigo sai com ele e começamos a conversar sobre a igreja católica e o que ele me disse me fez querer aceitar Jesus como meu único e eterno salvador. No dia seguinte fui ver um testemunho e no final desse testemunho eu senti que ele estava falando para mim, desde aquela hora não parei de chorar passei o dia inteiro em lagrimas. Mas esse testemunho me fez pensar sobre minhas atitudes e vi o quanto já tinha errado o quanto já tinha pecado, dizia que não acreditava em bíblia, fazia uma imagem diferente de um deus, lia livros de ateus e acreditava neles, seguia o que cada ateu falava. chorei mais e mais peguei a bíblia e o terço e disse Jesus me transforma, me perdoa sou uma pecadora, sem ti não sei viver, e naquele momento algo acalmou meu coração eu parei de chorar, senti como se tivessem tirado um peso das minhas costas é como se Deus estivesse me pego nos braços e dissesse: Filha eu te perdoou, eu estou contigo. E aquele testemunho me fez abrir o coração para Deus. Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. Eu conheci Deus através daquele testemunho. E hoje começo minha caminhada dentro da igreja Católica, só tenho a agradecer ao meu anjo que foi enviado por Deus para me convidar a ir ao grupo da renovação carismática.
De: Nathalia Lorrany
Cidade: Brasília/DF

Mensagem:

Jovens, o que quero falar não é de fato um testemunho. Mas algo que senti e sei que devo partilhar com vocês. Caríssimos, não tenhais medo de serem católicos fervorosos! Não tenham medo de amar a Deus sobre todas as coisas, sobre as pessoas que mais amamos, sobre amigos, sobre TUDO! Não tenham medo de venerar a Santíssima e Imaculada Virgem Maria! Se vocês não a enxergam como mãe, por favor, mesmo assim, busquem-na! Nós nunca conseguiremos amar a Santíssima Virgem como Jesus a amou! Deixem se levar pelo seu amor materno, singelo e de coração! Rezem o terço e recorram a Ela! Salve Maria Santíssima!
Frutos de Maria - "Construindo a Civilização do Amor"
© 2008 - 2017 Todos os direitos reservados.